YOGA CONTRA DEPRESSÃO E ANSIEDADE


Yoga contra depressão e ansiedade

Yogaterapia para corpo e mente 
A ciência comprova: a ioga é uma aliada no tratamento da ansiedade e da depressão.

A descoberta é de um dos maiores e mais importantes centros de pesquisa do mundo, a Universidade de Boston, nos Estados Unidos. E confirma de forma cabal o efeito ansiolítico da ioga. É que as posturas dessa prática, que une alongamento e meditação, agem diretamente no sistema nervoso central, trazendo calma e relaxamento. Por isso, sugere o estudo, merece figurar entre os mais eficientes métodos alternativos contra a depressão e os distúrbios de ansiedade. 

Os adeptos da ioga conhecem e propalam esses benefícios aos quatro ventos. Só que pela primeira vez os cientistas relacionaram a prática ao aumento no cérebro dos níveis do ácido gama-aminobutírico, ou GABA, na sigla em inglês, um neurotransmissor que diminui os estímulos nervosos e relaxa as células ali na massa cinzenta. Pessoas com depressão apresentam uma drástica redução na quantidade de GABA, disse à SAÚDE!Chris Streeter, chefe do trabalho americano. 

Os pesquisadores compararam pacientes que fizeram as posturas durante uma hora com gente que passou o mesmo período lendo um livro. Logo depois, com a ajuda de exames de ressonância magnética, analisaram o teor de GABA no cérebro dos praticantes. Houve um aumento de 27% depois da sessão, enquanto que nenhuma alteração foi encontrada nos indivíduos do grupo de leitura. "Esse trabalho prova que a prática ajuda a regular os níveis da substância, assim como as drogas, mas sem efeitos colaterais", ressalta Streeter, que é professor de neurologia e psiquiatria. 

Um trabalho feito no Brasil pela psicóloga Juliene Azevedo Oliveira na Universidade Católica de Brasília mostra que os resultados são ainda melhores quando se alia o método a sessões de psicoterapia. Durante seis meses a especialista analisou 32 mulheres que foram divididas em três turmas. Na primeira as voluntárias só fizeram ioga. Na segunda, psicoterapia e, na terceira, ambas.

Pesquisas anteriores já davam conta de que a ioga eleva os níveis de serotonina, outro neurotransmissor que também cai em pessoas com depressão, revela Juliene. Então, é de se supor que a soma das duas substâncias serotonina e GABA resulte em uma química natural, praticamente imbatível contra a tristeza sem fim.
A doutora em psicobiologia e pesquisadora da Unidade de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo Elisa Harumi Kozasa é uma entusiasta do uso terapêutico da ioga. Já se sabe que ela funciona como um ótimo complemento dos tratamentos convencionais, aumentando as chances de cura, conta. A especialista destaca que a prática reúne aliados de uma mente saudável, como a atividade física, a meditação e o relaxamento.
Ela tende a funcionar muito bem para quem sofre de depressão leve ou moderada, mas, quando a doença é recorrente ou muito severa, fica difícil sentir os efeitos, ressalva, ponderada. Segundo a tradição da ioga, a depressão e a ansiedade resultam de uma baixa na energia vital do corpo em razão da vida agitada e doestresse.
O método procura despertar a consciência e equilibrar o indivíduo para reabastecê-lo, explica a professora Nicole Witek, do Centro Respire Yoga, de São Paulo, que se especializou no tratamento da depressão. A procura no Brasil tem crescido a cada ano. Segundo estimativas daUnião Internacional de Yôga, hoje são mais de 5 milhões de adeptos no país.

A história da Ioga

por Anderson Moço
design Giovanni Tinti
fotos Edu Svézia

Tem gente que escreve e pronuncia “yôga”, tal qual está aqui — e no masculino. Aliás, muitos até defendem que é esse o jeito certo de se referir à técnica, mas não há consenso. A palavra vem do sânscrito, uma antiga língua indiana hoje restrita a rituais religiosos, e significa união. Para seus seguidores, trata-se da ligação entre o corpo e a mente ou entre a arte de se movimentar e a de parar e relaxar. Os pesquisadores estimam que o método começou a ser praticado na Índia há mais de 5 mil anos. Mas acredita-se que foi somente em 500 a.C. que esses ensinamentos milenares foram codificados em um livro, o Yoga Sutra — que quer dizer Manual da Ioga —, pelo sábio indiano Patañjali.
OS BONS EFEITOS 
Os testes clínicos mostraram que a ioga, aliada à medicina convencional, pode ter um papel importante no tratamento das seguintes doenças:
›› hipertensão 
›› diabete ›› asma 
›› artrite 
›› alcoolismo 
›› irritações no intestino 
›› distúrbios alimentares
Existe mais de uma centena de correntes na Yoga, mas aqui no Brasil estas são as mais populares:

ASHTANGA Essa modalidade exige um bom condicionamento físico, pois trabalha com movimentos que forçam uma longa permanência na mesma posição e muita atenção no controle da respiração

POWER YOGA Versão criada nos Estados Unidos, que uniu e adaptou as vertentes da Hatha e da Ashtanga. Combina uma pesada seqüência de posturas com um intenso trabalho aeróbico. 

HATHA Campeã de adeptos no país, ela se baseia na busca do equilíbrio por meio de posturas que mesclam força, relaxamento e meditação.

Para os praticantes dessa técnica milenar , que une exercícios, relaxamento e respiração , algumas posturas têm um efeito ainda mais surpreendente sobre a psique humana. "Na tradição do Ioga, a depressão e a ansiedade são causadas por um desequilíbrio da força vital nos sete chakras, ou pontos onde essa energia se concentra", explica a professora Nicole Witek, do Centro Respire Yoga, de São Paulo, que é especialista no tratamento da depressão. "Determinadas posições despertam a consciência e levam o praticante a se concentrar nesses pontos do corpo . Isso faz a energia se distribuir de maneira harmônica", completa. Veja algumas delas:

Postura da criança
Respire profundamente e sinta o ar massagear toda a extensão da coluna. Relaxe. Sua consciência vai se voltar para a região da barriga, uma das mais importantes do corpo, e responsável por armazenar boa parte da energia vital do organismo.

Posição da cobra
Procure se concentrar na região da garganta, onde fica um dos chakras relacionados à sensação de bem-estar. Respire forçando a barriga para a frente e se concentre na área próxima ao umbigo. Tome cuidado para não forçar a região lombar.

Posição da flor-de-lótus
Respire profundamente, enchendo a barriga de ar e imaginando o ar passando da garganta até a região pélvica. Leve sua consciência para a região entre os olhos -- o sexto chakra --, também conhecido como terceiro olho.
O sopro rá
Respire fundo e , ao expirar solte o corpo. Tente manter a perna levemente dobrada para não forçar a lombar na hora da descida. Esse exercício ajuda a redistribuir a energia nos sete chakras do organismo.
Uma aula de Ioga para iniciantes
Ficou animado com os benefícios terapêuticos da técnica? Assista a um vídeo feito pela revista Bons Fluidos com o professor Marcos Rojo, coordenador do curso de Pós-Graduação em Yoga na UniFMU, de São Paulo. Clique aqui e assista

Respirar ajuda a combater emoções negativas

Respirar profunda e lentamente, levando o ar até o abdômen, pode aliviar emoções como a ansiedade, a raiva, o medo e a irritação, que tomam conta da gente e podem nos fazer perder o controle. É muito fácil. "Inspire por sete segundos, segure a respiração por um, expire contando até sete, prenda o ar por mais um segundo e reinicie a seqüência", ensina o terapeuta especializado em terapia prânica Ricardo Cneio Alves, do Kyron Spa, em São Paulo. "Cinco minutos de respiração abdominal controlada são suficientes para domar sentimentos negativos", garante.


Terapia complementar


  O que a ioga faz por você?
Posturas, técnicas respiratórias, meditação ou relaxamento são as estratégias da prática que se encontra entre as dez terapias mais utilizadas em todo o mundo 

Por Cristina Almeida
 
Shutterstock/Divulgação
Ao longo de sua história, o objetivo dos praticantes era materializar o significado da palavra sânscrita yuj, isto é, união com Deus, ou juntar o que está disperso. Hoje, a ioga é considerada uma terapia complementar do tipo mente/corpo e combina posturas, técnicas respiratórias, meditação ou relaxamento. A finalidade é promover equilíbrio físico, mental, psíquico e espiritual. "A Hatha Yoga é tão popular porque atende às demandas do homem moderno, cujo estilo de vida esgota o sistema nervoso, especialmente o simpático. Todos vivem em estado de agitação permanente. Não há tempo para o reequilíbrio. Essa prática é a oportunidade de juntar o esforço (esgotado ou não) com o não esforço (relaxamento e tonicidade). O resultado é o rejuvenescimento e o equilíbrio", explica Amândio Albertino Figueiredo, presidente da Federação Portuguesa de Yoga.

Como funciona?

Ainda não se compreende exatamente como isso é possível, mas sabe-se que a ioga proporciona controle do estresse e maior consciência física e mental. Assim como a mente influencia o corpo, acredita- se que o corpo influencia a mente. A condição primeira da ioga é permitir ao praticante conhecer seu estado de saúde. A partir daí, cada um evoluirá para a boa saúde, ou a manterá. O ponto mais importante é o fortalecimento da imunidade. E é aqui que a ioga é rainha.
A proposta de boa saúde da ioga parte do corpo, que é estimulado por meio de exercícios de alongamento, onde se permanece numa posição de relaxamento de esforço por período determinado de tempo. Alcançado o aprimoramento físico, inicia-se o trabalho respiratório, mais importante via de ligação com as emoções. É assim que o Hatha Yoga entende ser possível atingir um estado calmo da mente: interferência na postura, tônus muscular e padrão respiratório. O próximo passo é a meditação.

Trace seu caminho para a meditação
A ioga pode levar a um determinado estado mental que todos podem atingir. "Os textos mais tradicionais descrevem essa capacidade meditativa como condição natural de atenção plena, que se resume em se manter onde se está, focando a mente naquilo que se faz", descreve Marcos Rojo Rodrigues, professor de ioga da Universidade de São Paulo (USP).

Os cientistas garantem 

A prática regular aumenta a sensação de bem-estar, combate o estresse, reduz a pressão arterial e sanguínea, melhora a capacidade respiratória, relaxa músculos, auxilia no controle da ansiedade, depressão e insônia, além de aprimorar a flexibilidade e força físicas, bem como os níveis da química cerebral e sanguínea. Se pensarmos que grande parte das doenças possuem fundo emocional, concluiremos que o ato do relaxamento pode ser altamente benéfico para a saúde em geral.

5 motivos para praticar ioga
1. Existem várias escolas que combinam os seguintes princípios: yama (comportamento moral), niyama (hábitos saudáveis), asana (posturas físicas), pranayama (exercícios respiratórios), pratyahara (sensação de desligamento), dharana (concentração), dhyana (contemplação) e samadhi (consciência elevada). Você pode experimentar até encontrar aquela que ofereça bem-estar.
2. Segundo dados do Instituto Nacional de Saúde americano (NIH), mais de 13 milhões de pessoas praticaram ioga em 2006. No período entre 2002 e 2007, a busca por ela teve um aumento de 1%, inclusive entre as crianças, que somam 1,5 milhão de praticantes.
3. Qualquer pessoa pode fazer ioga, e quanto mais cedo começar, melhor. Mas há um pré-requisito para o qual os especialistas chamam a atenção: disciplina. Mesmo que não seja possível fazê-lo por uma hora diariamente, dedicar-se a ela por 15 minutos todos os dias é melhor do que 1 hora duas vezes por semana.
4. De acordo com o empenho do praticante, os primeiros resultados se observam no corpo: diminuição de dores nas costas; melhora da postura; melhora do sono; menor irritação e tolerância.
5. Postura, relaxamento e um estado meditativo são fatores que não possuem contraindicações na prática segura da ioga.

(A ioga pode levar a um determinado estado mental que todos podem atingir. "A tradição fala dessa capacidade meditativa como condição natural de atenção plena, que se resume em se manter onde se está, focando a mente naquilo que se faz. O mais curioso é que a Hatha Yoga entende que isso é possível por meio do trabalho corporal", diz Marcos Rojo Rodrigues, professor de ioga da Universidade de São Paulo (USP))

Divulgação
Guia para iniciantes 
Considerado um guia completo e abrangente, A Bíblia do Yoga (Pensamento) é dirigido a iniciantes e praticantes. Ele atende às necessidades e aptidões pessoais para que assim todos possam tirar proveito máximo dessa rica prática milenar.
À venda por R$ 42


Fonte:http://saude.abril.com.br/edicoes/0288/bem_estar/conteudo_246799.shtml
http://revistavivasaude.uol.com.br/saude-nutricao/97/o-que-a-ioga-faz-por-voce-posturas-tecnicas-214633-1.asp/